Justiça obriga SUS a dar cadeira de rodas motorizada

6

Direito à saúde não pode ser inviabilizado por burocracia

Cadeirante impossibilitado de se deslocar até ao local onde deveria obter tratamento médico, conseguiu através da Justiça do Estado do Rio Grande do Norte, que a Secretaria Estadual de Saúde fosse obrigada a lhe entregar uma cadeira de rodas motorizada adaptada ao seu biotipo para dar continuidade ao tratamento de saúde.

A decisão é da juíza convocada Francimar Dias que manteve uma tutela antecipada da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Mossoró.

Entretanto, a relatora do processo, juíza convocada Francimar Dias, disse que o paciente pode requerer o custeio dos equipamentos necessários ao seu tratamento a qualquer um das três esferas do Poder Executivo, conforme o artigo 198, parágrafo 1º da Constituição Federal: “O sistema único de saúde será financiado, nos termos do art. 195, com recursos do orçamento da seguridade social, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, além de outras fontes”.

União deverá disponibilizar cadeira de rodas motorizada a deficiente físico
Justiça obriga prefeitura a fornecer cadeira de rodas motorizadas a três pacientes

Para magistrada, o direito à saúde às pessoas carentes portadoras de doenças não pode ser inviabilizado por meio de portarias ou entraves burocráticos.

A comunidade apoiou a decisão da justiça, esperando, entretanto, que o beneficiado respeite os limites de velocidade.

PÉSSIMO EXEMPLO!

Imagem de Amostra do You Tube

Fonte: http://www.canaleletronico.net/

6 Comentários

  1. Acho que esse video do Projeto aventura deveria mudar o nome para Projeto Boa Morte, já que é isso o que eles estão parecendo buscar apoiando uma iniciativa dessas.
    Cdr não foi feita p/ andar com motor de moto, e mt menos a 60km/h
    Equipamento de segurança, nenhum.
    Trafegando com veiculo motorizado no acostamento.
    Sinceramente, isso é vergonhoso, e de um um péssimo gosto.

  2. Olá.
    Entrei num blog de uma amiga e sua post me chamou atenção. Primeiramente pensei q era geral, rs. Infelizmente vejo q não. Sou deficiente, não ando. Tenho 36 anos, tenho uma cadeira de rodas simples. Mas msm me considerendo uma pessoa não muito sonhadora, tenho muita vontade de ter uma cadeira motorizada. Não temos condiçoes de comprar. Eu só uso a cadeira quando saio de casa. Meus braços não alcançam as rodas da cedeira e por isso eu não a uso. Ha uns anos minha mãe por brincadeira falou pra eu sentar em cima de uma lata, era da altura de uma cadeira. Ela me falou p/ eu da um jeito de em sentada na lata eu sair de onde eu estava. Fui de um jeito conseguindo sair dali sozinha. E de brincadeira passei a “andar” assim. Com o tempo a lata onde eu sento furou e fiquei sem. Depois de algum tempo ela teve outra ideia… pegou um balde e virou de baca pra baixo e me pediu pra fazer o msm. Sentei no balde e sai do lugar. Minha casa é de madeira, mora pessoas em baixo e pra evitar de arranhar muito o chão e fazer menos baulho ela forra a tampa do balde com roupa velha. E assim é como eu ando em casa. Comentário longo, né?? É a primeira vez que falo sobre isso dessa forma. Um beijo especial pra vc =D

  3. Eder disse:

    Alguém sabe me dizer se o governo ou seja o sus, que é tudo a mesma porcaria, ja começou a doar cadeira de rodas motorizada?

Postar um Comentário

Comentários são extremamente importantes, pois enriquecem e agregam valor a um post. Todo comentário é bem-vindo desde que respeite as regras criadas pela autora do blog. Não serão aprovados comentários:

  • obscenos, ofensivos e anônimos;
  • não relacionados ao post;
  • propagandas (spam).

ANTES DE POSTAR UM COMENTÁRIO, LEIA COM ATENÇÃO:

  • O Blog Deficiente Ciente é um BLOG PESSOAL, portanto NÃO TEM VÍNCULO com nenhuma instituição de reabilitação, clínica médica ou empresa.
  • Devido ao grande número de perguntas/dúvidas que recebemos através dos comentários, nem sempre conseguimos responder a todos.
  • Visite a seção de PERGUNTAS FREQUENTES do blog para ver as respostas das dúvidas mais frequentes dos visitantes do blog: www.deficienteciente.com.br/perguntas-frequentes

© 2009-2013 - Deficiente Ciente