Claudia Rodrigues descreve o drama da esclerose múltipla e fala de sua expectativa de voltar à TV

24

Claudia RodriguesA matéria abaixo foi extraída do blog  “Ligeirinho do Rádio” do amigo e radialista Edson Xavier.

O sorriso com que a atriz e humorista Claudia Rodrigues recebeu a reportagem de ÉPOCA sumiu quando ela notou a presença do fotógrafo. “Vai ter fotografia? Não gosto de foto, prefiro vídeo”, disse, na sala de seu apartamento na Gávea, no Rio de Janeiro, uma cobertura com vista para a Lagoa Rodrigo de Freitas, o mar e o Cristo Redentor. Claudia estava vestida à vontade e sem maquiagem. Para ficar arrumada, limitou-se a pôr brincos e um vestido. “Nem um batonzinho?”, disse Lucia Colucci, sua agente. Não. Após a foto, desfez a produção. “Voltei a ser eu”, afirma, satisfeita. Em vários sentidos, Claudia quer voltar a ser ela mesma.

Claudia é portadora de esclerose múltipla, doença que atinge cerca de 35 mil brasileiros e provoca sintomas como perda de memória, dificuldades motoras e na fala. A doença foi diagnosticada há cerca de dez anos. Os sintomas se agravaram em 2009, levando ao cancelamento das gravações da série A diarista, em que interpretava a protagonista Marinete. Ela se afastou para fazer tratamento. Quase dois anos depois, melhor, ensaia a volta ao trabalho. Na semana passada, aguardava resposta sobre a volta da personagem Ofélia em Zorra total. Acompanhada de sua agente (“ela sou eu”, diz sobre a proximidade das duas), Claudia falou do período em que a doença atingiu seu estágio mais severo e de sua recuperação.

ENTREVISTA – CLAUDIA RODRIGUES

QUEM É
Formada em educação física pela Universidade Gama Filho, seguiu carreira como atriz e comediante. Estudou artes cênicas no Teatro Escola da Rosane Gofman. É mãe de Iza, de 8 anos.

O QUE FEZ
Fez filmes como Xuxa popstar e programas humorísticos de televisão como Escolinha do Professor Raimundo, Sai de baixo, Zorra total e A diarista.

ÉPOCA – Como você descobriu que sofria de esclerose múltipla?

Claudia Rodrigues – Estava na peça Monólogos da vagina, em São Paulo, quando senti uma dormência no braço esquerdo. Achei que fosse cansaço ou algum problema de coluna. O pessoal da produção disse que eu poderia estar infartando, então fui ao hospital. Segunda-feira eu vim a uma clínica no Rio. Fiz exames, não deu nada. A médica pediu ressonância do cérebro. Eu respondi: “Minha cabeça é vazia, mas se você quiser ver…”. Uma médica entrou e disse: “Chamei outro médico para falar com você”. Perguntei o que eu tinha. Ela disse: “Ah, o neurologista vai te explicar”. Ele entrou e foi bem direto: “Esclerose múltipla”. O nome não me dizia muita coisa, mas assustou. O médico disse que eu poderia ter uma vida normal e mais para frente poderia sentir alguma coisa. Saí do quarto e me acabei de chorar. Voltei e perguntei: “Doutor, tenho uma pergunta só: vou poder ser mãe?”. Ele disse que sim. Fiquei um pouco mais tranquila.

ÉPOCA – Quando a doença passou a incomodar?

Claudia – Foi por volta de junho de 2009. Passei a sofrer problemas de memória durante as gravações de A diarista. Eu nunca tinha problemas para decorar textos. Me passavam em cima da hora, eu ia lá e fazia. Nunca tinha pedido texto no meio da gravação. O esquecimento me abateu. As gravações foram interrompidas. Fiquei chateada.

ÉPOCA – Como a doença a afetava?
Claudia – Não conseguia nem falar, né? Eu falava era um “blã, blã, blã”. Eu tinha dificuldades para andar. Agora estou andando melhor. E a memória, né?

ÉPOCA – Como foi interromper a carreira?

Claudia – Foi muito complicado. Eu sou formada em educação física, dei aulas por três anos. Não sinto muitas saudades. Me descobri atriz. Não sei fazer outra coisa. Minha mãe até perguntava se eu iria ficar parada em casa. “Mãe, eu só quero atuar.” (Silêncio.) Fico chateada. Não tinha costume de ficar em casa. Agora fico muito tempo aqui.

Claudia Rodrigues

Claudia Rodrigues interpretando "Ophélia em Zorra Total"

ÉPOCA – Como era sua rotina nos primeiros meses?

Claudia – Não era nada. Ficava o tempo todo em casa, montando quebra-cabeça e cuidando da minha filha (Iza, de 8 anos).

ÉPOCA – O que mais você fazia?

Claudia – Quando era criança, eu tinha mania de passar trotes. E voltei a passar. Eu digo que hoje é dia do Mc Lanche Feliz e pergunto à pessoa qual a loja mais próxima. Aí eu falo, falo, falo, falo… Liguei para algumas amigas que diziam com um “não posso” ou eram grosseiras. Eu chamava de sem coração. Alguns desligavam na minha cara. Era minha onda passar trote. Eu esculachava geral quem não comprava.
“Eu vejo televisão e penso: ‘Por que não estou lá?’. Não quero tomar o papel de ninguém. Só quero atuar”.

ÉPOCA – Você não sentia vontade de sair de casa?

Claudia – Não. As pessoas me chamavam, mas eu não saía. Minha mãe me mandava para a rua. Eu dizia “não quero, para quê?”. Todo mundo vira para você e pergunta “quando você volta?”. “Já, já”, eu respondia. “Mas quando?” “Meu amor, não sei quando, mas já já, eu estou em tratamento e…” “Ah, minha tia também sofre desse problema, sabia?” “Ah, manda um beijo para sua tia.” É chato. Como eu não quero ser grossa, prefiro não sair.

Sempre tem alguém para te botar para baixo. Eu entrei no Facebook, mas quero sair. Vem alguém e escreve “conheço uma igreja, queria muito que você fosse…”. Outro me pergunta se eu conheço Jesus… sim, conheço Jesus. Minha mãe é católica e eu estudei em colégio batista.

ÉPOCA – Como é ficar sem atuar?

Claudia – Eu vejo televisão e penso: “Por que eu não estou lá?”. Não quero tomar o papel de ninguém. Só quero atuar. Depois que você sai do foco, as pessoas te esquecem.

ÉPOCA – E o tratamento?

Claudia – Eu fiz em São Paulo. Logo eu, que sempre fiz piada de São Paulo, uma cidade com muita gente, prédio pra caramba, com pessoas que falam mal de carioca… (a agente, paulistana, faz cara feia). Não adianta fazer essa cara, não (risos). Me consultei com o doutor Charles Tibery, do (Hospital Albert) Einstein. Eu falei: “Meu cérebro não está bom, né?”. Ele disse que não. “Então tchau”, respondi. Ele disse: “Tchau, não. Você vai ficar aqui uns dias”. Comecei a tomar o natalizumabe (medicamento) e melhorei muito.

ÉPOCA – E hoje, você acha que está boa?

Claudia – Minha memória está bacana. Coisas de que eu não lembrava, como números de telefone, agora eu me lembro. Outro dia lembrei da minha matrícula da faculdade. Eu me sinto bem.

ÉPOCA – O que pretende fazer agora?

Claudia – Se Deus quiser, sexta-feira vou ao Projac e gravo uma Ofélia. Tomara que seja a primeira de muitas.

ÉPOCA – Ansiosa?

Claudia – Mais ou menos. Quero voltar a interpretar e fazer bem o papel.

ÉPOCA – Alguma insegurança?

Claudia – Não.

ÉPOCA – Você ensaia em casa?

Claudia – Não.

ÉPOCA – Alguma personagem que você viveu lhe serve de inspiração?

Claudia – A Thalía (da Escolinha do Professor Raimundo, que tinha o bordão “vou beijar muuitoo”). Ela é uma mulher que eu queria ser. É péssima, mas se acha “a” mulher. Ela tem uma autoestima muito forte. A Marinete (protagonista de A diarista) é muito correta, muito honesta. Não que eu não seja honesta! (Risos.)

Atriz Claudia Rodrigues, com diagnóstico de Esclerose Múltipla, diz: “Não precisamos ser tratados como coitadinho”

Fonte: Revista Época

Veja:

24 Comentários

  1. Vera Garcia disse:

    Fiquei muito feliz em saber que a atriz Claudia Rodrigues está se recuperando.
    Torço para que ela volte logo à TV e continue interpretando personagens hilários que só ela sabe fazer.

  2. Valeska Reis disse:

    Ela já voltou para o Zorra Total.

  3. ERIKA PESSOA disse:

    Adorei saber que a Claudinha está de volta, espero vê-la também como A diarista, é tudo de bom, eu me divirto muito!

  4. Vanessa Petrovitch Rodrigues disse:

    Minha vida nunca mais foi a mesma depois que acabou o programa A DIARISTA toda terça-feira na globo. Que saudade Claudia, volta logo fazer a diarista… Beijão e fica com DEUS

  5. Silvana disse:

    Claudia, sei muito bem o que você passou e passa convivendo com a EM, pois também sou
    portadora há 04 anos e me trato com a equipe do Dr. Charles Tibery só que na Santa Casa de São Paulo, no CATEM.
    Com sua coragem e garra tenho certeza que voltarei a dar muitas risadas com seus personagens, pois você é uma atriz de competência ímpar e muito talentosa.

    Força e luz à você em seu breve retorno.

    Abraços

  6. Fabíola Robeiro de Souza disse:

    Sua garra, sua força, sua perseverança de encarrar essa doença te faz ser quem vc é uma Mulher escolhida por Deus capaz de lutar pelo que quer de fazer acontecer.
    Claudia siga em frente porque ao seu lado estão anjos para te guardar e te proteger.

    Bjossssss com muito carinho

  7. Claudio Vinícius Biazollo Xavier disse:

    Sou portador de EM, quero falar que não é facil, porém há uma ENERGIA superior que jamais nos deixa sozinho e que sempre nos ampara.
    Coragem, perseverança e o mais importante resignação, pois nossos amigos da Pátria Espiritual sempre se farão presentes quando necessitarmos do apoio e da intuição precisa. Basta recolhermos à nossa insignificância e com muita humildade agradecer a DEUS a oportunidade de nos lapidar moralmente. Que o Mestre Jesus se faça presente em todos os seus dias, hoje e sempre. “Que assim seja”.

  8. kelen disse:

    claudinha,sei q muitas pessoas estão sentindo sua falta,principalmente eu q te adoro e sei q vc vai voltar logo a telinha no seu verdadeiro eu e de novo com sua auto estima renovada .q essa “doença” seja só mais um obstáculo em sua vida.Que Deus ilumine seus caminhos e de muita força para superar tudo isso.beijos e que a alegria e a felicidade invadam de novo sua casa sua vida.

  9. Vera Lucia Monteiro Lopes disse:

    olá Cláudia!
    olha imagino o que vc passa com essa doença, meu sobrinho tbm foi diagnosticado com essa
    doença . vou lhe dizer, procure uma igreja evangélica pentencostal , faz uma corrente de oração, pois essa doença é espiritual, só Jesus para libertar desse mal, tenha fé em Deus que vc vai ser libertada. Estou fazendo uma corrente para o meu sobrinho, tenho fé em Deus que ele vai se libertado desse mal.Uma doença que os médicos não sabem as causas,não tem cura, doença espiritual só Jesus p libertar. Faz uma corrente de oração que vc vai ver o resutado, tenha fé.Fique com Deus.
    um abraço
    Vera

  10. Suzi disse:

    Oi Claudia, td bem? Tb sou portadora de EM á 12 anos, e a doença está piorando, ja estou andando de andador e ás vezes de cadeira de rodas, como eu tô sem neuro, eu decidi por mim mesma tentar o transplante de medula óssea autólogo no HC, espero melhorar pq eu sei q por enquanto a cura ñ existe, mas em breve teremos boa noticia vc vai ver.
    Bjs, torça por mim como eu torço por vc e todos,q tb sofrem com essa doença.
    Suzi

  11. Silvanir disse:

    Ola claudia tenho esclerose multipla a 4 anos e sinto muita dor de cabeça, e estou muito esquecendo de tudo, gostaria de saber como vc fez pra consultar com esse dr.charles tibery, no (hospital albert)Einstein,porque gostar de fazer uma consulta com ele tambem,se vc puder me ajuda …Obrigada

  12. roselania dos santos disse:

    Que bom que vc voltou que deus abençoe sua vida e que logo tenha bons resultados para o seu problema.
    Deus vai te dar a vitória claudia rodrigues.

  13. Vera Schafer disse:

    Não sei como faço para essa mensagem chegar até a Claudia. Soube hoje que pesquisas comprovam que a enfermidade dela pode ser reversível. Se alguém souber a forma, por favor repassem o link sobre o assunto: http://news.harvard.edu/gazette/story/2012/01/age-related-effects-of-ms-may-prove-reversible/?utm_source=feedburner&utm_medium=social&utm_campaign=fb-wall&utm_content=FaceBook

    Eu tentei via o site da Globo mas acontece que moro no exterior e meu CEP não é reconhecido, além do fato do meu CPF já não ter validade. Obrigada.

    • Vera Garcia disse:

      Vera,
      Se ela tivesse blog ou perfil em alguma Rede Social seria uma forma de entrar em contato. Fiz uma pesquisa, mas não encontrei nada.

  14. simone fortes disse:

    Claudia que deus te abencoe e te protege como ele me protege porque eu também tenho esclerose beijos.

  15. eliane esquina disse:

    Fico feliz com sua melhora, pois sofremos da mesma coisa a EM, hoje a minha está estacionada mas ainda sinto muita dor de cabeça, dor nos braços e pernas tem hora que ñ dá vontade de continuar, mas nessa hora olho para meu maior tesouro meu João, hoje ele está com 6 anos e é a razão da minha vida, boa sorte me escreva pra trocarmos experiências apesar de ñ nos conhecermos pessoalmente, acho vc uma pessoa iluminada que tem muito pra viver. beijos, Eliane.

  16. Milena Aragão disse:

    Só os melhores são escolhidos para enfrentar situações dessa natureza. Deus é contigo Claudia, você vai tirar de letra, você é bem mais forte do que a esclerose múltipla. O seu sorriso é contagiante e vc faz a diferença no meio de muitos. A fé vem no primeiro plano. Deus abençõe vc.

  17. joão carlos meirelles disse:

    JOÃO CARLOS MEIRELLES

    ESTOU TORCENDO PELA SUA RECUPERAÇÃO, FORÇA CLAUDIA , VOCE É ESPECIAL !

  18. É CLAUDIA A NOSSA RECUPERAÇÃO QUEM SABE UM DIA FICO FAMOSO VAMOS FAZER UM PADEDE RS SE CUIDA MENINA.

  19. Fábio de Faria disse:

    Também sou acometido de Esclerose Múltipla, na verdade que a têm não sabe como se originou, mas com todos os problemas descobrir ser muito senssivel e inteligênte. A Esclerose me deteve em casa, sem espectativa mas com a certeza de que vou me recuperar.
    Sintomas colaterais do remédio (dor de cabeça, febre e etc…) estas tiro de letra.
    Então o que digo é que vamos viver…

  20. luzilene ponce guedes disse:

    Claudia torco por vc.Meu pai tem essa mesma doenca estamos lutando pra tudo correr bem estamos sofrendo muito junto com ele.Abracos que DEUS te proteja hoje e sempre.

  21. Mari Moura disse:

    Olá, sou portadora de EM, estava tomando medicação de interferon e só piorando.
    Conheci o tratamento a base de,” VITAMINA D”, e estou me sentindo incrivelmente melhor, melhorei em todos os aspectos da doença. Estou muito feliz. Pesquisem no you tube e pesquisem Vitamina D, vcs não vão se arrepender.Vamos voltar a viver e ser feliz.
    Um grande abraço a todos, com carinho. Mari.

  22. ANA CARVALHO disse:

    Estamos com saudades,da MARINETE E e EDILEUZA ..A POIA….!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Desejamos a voce minha grande atriz…uma rapida melhora e fe em DEUS e na medicina.
    que cada dia avança mais bjs saudosos.

  23. Miguel disse:

    Eu adoro a Claudia Rodrigues, ela é uma otima atriz, gostaria muito que voltasse a A DIARISTA, seria uma honra ter esse seriado tão engraçado em nossas telinhas novamente, gostaria muito da Claudia atuando como Marinete, e se Deus quiser esse dia ainda vai chegar :D

Postar um Comentário

Comentários são extremamente importantes, pois enriquecem e agregam valor a um post. Todo comentário é bem-vindo desde que respeite as regras criadas pela autora do blog. Não serão aprovados comentários:

  • obscenos, ofensivos e anônimos;
  • não relacionados ao post;
  • propagandas (spam).

ANTES DE POSTAR UM COMENTÁRIO, LEIA COM ATENÇÃO:

  • O Blog Deficiente Ciente é um BLOG PESSOAL, portanto NÃO TEM VÍNCULO com nenhuma instituição de reabilitação, clínica médica ou empresa jurídica.
  • Devido ao grande número de perguntas/dúvidas que recebemos através dos comentários, nem sempre conseguimos responder a todos.
  • Visite a seção de PERGUNTAS FREQUENTES do blog para ver as respostas das dúvidas mais frequentes dos visitantes do blog: www.deficienteciente.com.br/perguntas-frequentes

© 2009-2013 - Deficiente Ciente